Home Sweet Home # 14

Pão, fiambre, queijo, iogurtes, gel de banho, shampoo, guardanapos, ect.
Eu fiz a lista. Ele foi às compras.
Eu fui trabalhar e ele liga-me.

- Shampoo?
- Sim. Shampoo. (A criatura não o que é shampoo?)
- Isso é o pânico para um homem. Não escreveste qual é o shampoo que queres!!!
Que falha. Disse, então, o nome. A cor. O tamanho. As características todas necessárias para reparar o meu terrível erro e assim, ajudar na compra do shampoo certo.
- Se não for este...vais usar à mesma!


Era só metade...

Qual será a minha parte? 
Fácil!

Massa de pizza continente, molho de tomate, tomate às rodelas, courgette, fiambre, mortadela, cogumelos, espinafres (numa metade definida ao centímetro!), ananás e queijo.


Rock in rio!

Não estava previsto ir ao rock in rio este ano. 
Mas lá fui. Com o passar dos anos as coisas vão mudando. E não havendo brindes a dar simplesmente por dar, não me meti nas filas para fazer figuras tristes por um chapéu ou uma fita no cabelo. O que é que se passa comigo?!

Acabei por ficar surpreendida com as actuações que vi. 
Aurea e Boss AC foram engraçados. Gosto de ver concertos ainda com sol. Ela dava uns toques nas músicas dele, o que acabava por ter uma certa piada, mas ele nem sequer se atrevia a coçar-lhe as costas :)
Robbie Williams foi uma surpresa também. Gostei do show dele, da interacção com o públco e sobretudo do seu humor. Robbie disse-nos que comeu imenso chocolate e pediu-nos para lhe dizer que não fique gordo again!
Não fiquei para ver Ivete Sangalo. Ok, o que é se passa comigo?!

Nota mental: não voltar a ir ao rock in rio depois do ginásio e assim conseguir levantar os braços e bater palmas aos artistas!














Brand New Me

 It's been a while
I'm not who I was before 
You look surprised
Your words don't burn me anymore 
Been meaning to tell you but I guess it's clear to see 
Don't be mad, it's just a brand new kind of me 
Can't be bad
I found a brand new kind of free


Quem é que teve esta ideia? # 7

Quando experimentei fazer yoga, a senhora pediu-me para fazer de árvore. Disse-me para levantar a perna direita e cola-la à esquerda fazendo um triângulo e apoiando-me só na perna esquerda. Disse-me para levantar os braços e juntar as mãos. Se me desequilibrasse, como é óbvio que aconteceu, não havia problema, porque as árvores balançam com o vento.

A calma irrita-me. Mas aquela calma, intensificada com aquela música, não me irritou...fez-me rir. As pessoas estavam a levitar à minha volta. Estavam sempre de olhos fechados e muito tranquilas. Se eu fechasse os olhos por mais de dois minutos estava capaz de adormecer. Eu não sou zen, não sou tranquila, nem calma. Mas se pedem que relaxe, muito bem, adormeço. Naquele dia, fiquei de olhos abertos a apreciar as pessoas a serem zen.

Não contente com esta tragédia, resolvi ir experimentar pilates. E mal meto um pé dentro da sala vejo os colchões já no chão. E ouço a música. Ouço aquela música e todo um plano se começa a delinear na minha mente. Hora da sesta?

Deitei-me de barriga para baixo e levantei as pernas e os braços a alguns centímetros do chão.Mesmo que tudo á minha volta me fizesse rir, achei que ia morrer de dores. E no dia seguinte tinha dores nos abdominais. A senhora disse as palavras mágicas. "Devagar" e "Relaxem". São capazes de ser as duas palavras que mais gosto no ginásio. As duas conjugadas na mesma frase então é o apogeu.

Percebi, finalmente, que a filosofia oriental não é para mim. Dizem que é uma coisa que vem com a idade.


Gelatina com iogurte

Adoro gelatina.
Adoro pudim.
Pimba, juntei os dois.
É fazer tudo como se fosse gelatina, mas em vez da água fria, no final, juntar iogurtes naturais.
Tcharaaaan.

Receita original aqui

Conversas com um nerd # 2

Depois do jantar, ele diz:
- Vá, vamos ligar a aplicação.
- Qual aplicação? Vamos ver o The voice.
- Não. Vamos ver o Rising Star.

Nerd que é nerd quer ver televisão, estar no computador e no telemóvel, tudo ao mesmo tempo e ainda votar no programa.
Nerd que é nerd entusiasma-se com a aplicação e por poder participar no programa.
Nerd que é nerd analisa se a aplicação está a funcionar bem ou não, se está lenta, se é gira...
E eu, do outro lado do sofá, agarrada ao tablet, com dúvidas, sobre estas coisas das aplicações.
E eu, do outro lado do sofá, a analisar as roupas que eles vestem.
E eu, do outro lado do sofá, a votar para os concorrentes não passarem e eles passam. Não ligam nenhuma à minha opinião.

- Mas agora vais votar todos "não", só porque estás chateada?

O drama chamado unhas

Eu é que arranjo sempre as minhas unhas em casa. Mas acontecem-me coisas estranhas como bater com a unha acabada de pintar na maçaneta da porta. Ou precisar imenso de vestir um casaco e roçar com as unhas na manga. Ou ter comichão na perna. Ou vontade de ir à casa de banho. Ou adormecer e acordar com as unhas às riscas. Também acontece frequentemente o verniz sair depois do banho ou riscar a unha com caneta quando estou a escrever (não sei como esta última acontece, não sei mesmo!)

Por tudo isto e com a agravante de as minhas unhas se partirem enquanto faço a cama, decidi pagar para alguém me resolver isto.
Mas...
Pareceu-me boa ideia depois de ir fazer as unhas vir para casa fazer sopa. Logo eu que quando corto legumes é raro ficar com os dedos inteiros, quanto mais manter as unhas intactas.

De seguida reparei na loiça que ficou suja. Obrigada máquina de lavar.