O drama chamado unhas

Eu é que arranjo sempre as minhas unhas em casa. Mas acontecem-me coisas estranhas como bater com a unha acabada de pintar na maçaneta da porta. Ou precisar imenso de vestir um casaco e roçar com as unhas na manga. Ou ter comichão na perna. Ou vontade de ir à casa de banho. Ou adormecer e acordar com as unhas às riscas. Também acontece frequentemente o verniz sair depois do banho ou riscar a unha com caneta quando estou a escrever (não sei como esta última acontece, não sei mesmo!)

Por tudo isto e com a agravante de as minhas unhas se partirem enquanto faço a cama, decidi pagar para alguém me resolver isto.
Mas...
Pareceu-me boa ideia depois de ir fazer as unhas vir para casa fazer sopa. Logo eu que quando corto legumes é raro ficar com os dedos inteiros, quanto mais manter as unhas intactas.

De seguida reparei na loiça que ficou suja. Obrigada máquina de lavar.

Sem comentários:

Publicar um comentário