Em pânico

"Depois de tirar os sisos, isto não deve ser nada"!, disse-me o dentista a preparar-se para me fazer a limpeza. Eu já estava em pânico. Aliás eu já estava em pânico desde que telefonei a marcar a consulta, dia em que o suor me escorria pelas mãos abaixo. Acho que as minhas mãos se estão a encher de água agora, no momento em que escrevo sobre o dentista. É uma maldição.
Quando chega a altura de pagar dá-me sempre outro arrepio, principalmente na parte em que me perguntam "quer marcar já a próxima consulta?"

Há coisas que eu não entendo nesta vida. Uma delas é... quem é que tem o sonho de ser dentista? Quem é que desde pequeno fica ali a brincar aos dentistas... Poupem-me o espírito!

Se há coisas más na vida, ir ao dentista é uma delas. Ir ao ginecologista é outra. E ir cortar o cabelo é outra. Sim, cortar o cabelo, dói.

Sem comentários:

Publicar um comentário